​GRIFES MINEIRAS EMBARCAM PARA O CASAMODA

Os salões de negócio de moda continuam a todo vapor. Na próxima semana, entre os dias 7 e 10 de novembro, acontece o CasaModa, que há 15 anos movimenta o setor no país. Durante os quatro dias de evento na capital paulista, são esperados mais de 1000 lojistas nacionais e internacionais e dezenas de marcas participantes que apresentarão o Inverno 2018. Várias delas representam Minas Gerais. É o caso da grife especializada em vestidos de festa, Ellizabeth Marques que, pela oitava vez, estará presente na feira. “Além do contato direto com os clientes, temos um ganho intangível, que é a visibilidade alcançada. Principalmente agora que o mercado está se reaquecendo, e os compradores se veem mais seguros e dispostos a investirem nos produtos”, comenta Ellizabeth, estilista e proprietária da marca.

Ainda no segmento luxo, a mineira Arte Sacra também está confirmada. De acordo com a diretora-criativa da label, Carolina Malloy, aexpectativa é superar os excelentes resultados obtidos nas duas edições deste ano do Minas Trend, que renderam à grife 65% do seu faturamento anual. A grande representatividade dos revendedores paulistas e a abertura de novas praças, principalmente no sul do Brasil, bem como a apresentação de peças inéditas da coleção Soundly, são as grandes apostas para incrementar as vendas.

Outra forte presença do estado é a da Frutacor, que levará para o Salão a Zodiac Rock. Os modelos trazem um mood romântico, mas com uma pegada rock’n’roll inspirada no zodíaco. A expectativa é de bastante movimento e novos compradores. “O CasaModa é importante, porque oferece oportunidades aos lojistas que não puderam comparecer a feiras de outras regiões. É ainda um momento para conquistar novos clientes”, comenta Ana Cristina Bastos, diretora de estilo da marca.

Já a renomada Skazi leva para o evento a sua London Front Row. O street style aparece forte na próxima estação, com modelos inspirados na vibe das ruas de Londres. A grife, que completa 25 anos em 2018, possui 300 funcionários diretos, cerca de 1000 revendedores no país e uma produção média anual de 120 mil peças. O lançamento do Inverno, realizado na Casa Skazi, em Belo Horizonte, gerou um aumento de 100% em comparação às vendas do Verão 2018.