Balanço da 17ª edição do Minas Trend

A 17ª edição do Minas Trend (MW) movimentou a indústria da moda mineira na última semana. A feira que apresentou as novidades das marcas para o inverno 2016, trouxe ótimos resultados para o setor de vestuário, com realização de negócios e prospecção de novos clientes.

Frutacor - créditos Cacá Lanari

Para a mineira Frutacor, a feira superou a expectativa da marca, além do crescimento das vendas da linha casual. “Primeiro nos surpreendemos devido ao mercado retraído e insegurança do lojista, que nos fez pensar que as vendas seriam mais conservadoras, o que não aconteceu. Segundo, porque nossas vendas superaram o inverno 2015 e verão 2015, com crescimento de 27,62% e 16,79% respectivamente”, afirmou o diretor comercial da Frutacor, Lucas Bastos.

Kalandra - créditos Cacá Lanari

Especializada em moda festa, a Kalandra trouxe uma novidade para a temporada, o minimal dress. Sem os elaborados bordados, o valor sai 70% mais barato que a peça convencional, impulsionando as vendas. De acordo com a diretora da marca, Ana Flávia Castro, houve um crescimento nas vendas de 30% em comparação com a última edição do inverno. “A participação da Kalandra no Minas Trend foi muito boa, 90% dos clientes que estavam agendados conosco compareceram e fizeram seus pedidos. Todos vieram com a mesma preocupação de preço, produto e custo/benefício. Abrimos novos clientes e recuperamos alguns que estavam inativos”, explicou.

Cosh - créditos Cacá Lanari

A Cosh acaba de completar 20 anos e para celebrar a data lançou uma linha totalmente dedicada às noivas durante o MW. Os vestidos vão de curtos a longos, lisos e bordados com saias amplas ou silhueta rente ao corpo. As cores vão do branco puríssimo ao creme, passando pelo off white.

Anne Fernandes - créditos Cacá Lanari

Já a Anne Fernandes trouxe sua versão Unique, com peças que serão vistas e comercializadas apenas para aqueles compradores que fizeram pedidos durante o Minas Trend. Vestidos e macacões com capas são as apostas da temporada.

Arte Sacra - créditos Weber Pádua

Famosa pelos seus bordados e trabalhos manuais, a Arte Sacra desenvolveu T-shirts nas cores cinza, nude, black e teatro (bordô). As peças representam a união do clássico e o contemporâneo, trazendo o minimalismo proposto pela linha Arte Sacra Twins – criação da grife que traz opções de modelos para momentos mais descontraídos. Todas os clientes que passavam pelo stand da marca durante o evento eram convidadas a escolher uma camisa na cor que mais combinava com ela.

LN Deluxe - créditos Cacá Lanari

A LN Deluxe, conhecida pelas rendas e telas importadas com exclusividades no Brasil (inclusive mesma matéria-prima usada pela grife Chanel) investiu em um couro que imita jeans. Uma pelica dublada com neoprene que garante elasticidade e conforto com carinha de jeanswear. Para apresentar suas peças sofisticadas, a marca promoveu em seu stand um badalado coquetel que contou com a presença da atriz e modelo Camila Queiroz.

Vivaz

E não foi só no salão de negócios que a Vivaz gerou burburinho. A marca abriu o line-up do MW levando celebridades para a sala de desfiles. A top Fernanda Liz cruzou a passarela e as atrizes Luma Costa, Maria Joana, Anaju Dorigon e Karen Brusttolin, conferiram tudo da fila A. Para o inverno 2016, a label traz o universo de ninfas, guerreiras e princesas. Essa mistura mostra que a delicadeza, a força e o romantismo podem existir ao mesmo tempo em cada um de nós. A surpresa foi a presença de um cavalo na passarela. Um Mangalarga Machador que faz parte do Haras da Família e inspirou o tema da coleção.

Ready To Go

Tyyli - créditos Cacá Lanari

Estreante no MW e participante do concurso Ready To Go, a Tyyli criou uma saia em dupla face que pode ser usada dois lados, frente e avesso. De um lado uma camurça importada da Itália e do outro um tricô vinho mantém a promessa de duas peças em uma. As criações chamaram a atenção de jornalistas e formadores de opinião do Brasil inteiro.

RM - Raquel Mattar - créditos Cacá Lanari

Depois de ficar entre os primeiros lugares em suas duas participações no concurso, a RM – Raquel Mattar contou com um stand só seu nesta edição e apresentou uma coleção rica em detalhes. A marca importou zíperes de metal diretamente da Suíça para produzir peças poderosas e ousadas. Os aviamentos vêm expostos em calças, saias e vestidos dando um charme a mais à coleção.

Créditos: Cacá Lanari e Agência Fotosite

Related Images:

TAGS: \ \ \ \ \ \ \ \