QUEM SERÁ CAPA DA FORBES DAQUI A 20 ANOS
A Serpa China esteve nesta sexta-feira (3) na Arena de Negócios da FINIT (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia), no espeço Conexão Minas Mundo,  um evento do HUB Minas Digital, com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes) e a ACMinas, por meio do Programa Internacionaliza BH.
 
A empresa  é a representante das relações com a China e está hoje com um ponto de atendimento no espaço que ainda tem hubs para diversos países como França, Israel, Uruguai, Índia, Holanda e Reino Unido.
 
A diretora da Serpa China, Samara Reis, e o CEO da empresa, Ian Lin falaram ao público com a palestra  “Quem será capa da Forbes daqui a 20 anos?”. Eles apresentaram os principais desafios de se fazer negócios com o mercado chinês e apontaram as melhores estratégias para obter bons resultados. “É fundamental conhecer os aspectos culturais, além de desmistificar a ideia de que o mercado chinês está atrelado a produtos de baixa qualidade ou más condições de trabalho, pois esta não é a realidade do país que é tão desenvolvido industrialmente”, reforça Lin.   
 
Para a capa da Forbes em 2038? Um robô. Os dois falaram sobre a aposta na robótica para o sucesso dentro das fábricas. “O futuro já acontece na China. Ouço muito isso de clientes que retornam de visitas ao país. A China vem investindo pesado na robótica e usar robôs na linha de produção é uma realidade cada vez mais comum”, pontuou a diretora Samara.