Inovar para crescer

Empresas apostam no design para alavancar vendas

 

Ao buscar um produto, seja um móvel, roupa ou algum artigo tecnológico, buscamos além da funcionalidade. É claro que a utilidade da aquisição é bem quista e levada em consideração, mas o design é um fator decisivo para a compra. Ciente dessa característica, cada vez mais empresas investem pesado no apelo estético de seus itens. Durante o festival DMAIS DESIGN, realizado entre os dias 19 e 26 de setembro, grandes marcas preparam lançamentos para atrair a atenção e o bolso dos interessados por decoração.

A mineira Líder Interiores completa 70 anos em 2015 com espírito jovem e inovador. Tiago Nogueira, diretor de marketing da marca, explica que a valorização do design como recolocação no mercado teve início em 2007, quando a Mobiliadora Líder passou a chamar-se Líder Interiores. “Depois de realizarmos pesquisas de mercado, percebemos essas tendência do consumidor. Entre produtos similares em que um leva uma assinatura e o outro não, o cliente, sem dúvida, tende pelo produto que leva esta assinatura. Passamos a convidar profissionais renomados para criarem coleções e o retorno tem sido positivo”, avalia.

Tiago Nogueira_01082012_Foto JCM_-7550 (2) (1)

Tiago destaca o papel dos decoradores, arquitetos, designers de interiores e eventos para o fortalecimento dessa cultura. “Os profissionais entendem o valor da configuração visual do produtos – que passa por originalidade, conforto, ergonomia, desenho – e sempre incentivam seus clientes na hora de comprar. Eventos como o DMAIS DESIGN nos auxiliam dando visibilidade às criações”, afirma.

Dirigida por dois jovens empreendedores, os irmãos Daniel Mendes e Rafael Mendes, a SAVA é reconhecida pela excelência na fabricação de estofados e pela marcenaria de alta qualidade. Com fábrica em Matozinhos (MG), ela vem crescendo com uma linha versátil de móveis e acessórios, que atende tanto a espaços residenciais como a corporativos. Para a segunda edição do DMAIS DESIGN, prepara uma parceria com a Printing, grife mineira criada em 1997 pela estilista Márcia Queiroz,conhecida pelos vestidos de luxo. Poltronas, pufes e almofadas de fabricação própria, serão revestidos com tecidos fornecidos pela marca.

foto (2)

Rafael Mendes, diretor comercial da Sava, conta que as peças serão lançadas no showroom da empresa como parte do circuito do evento. “São itens especiais em edição limitada. Trabalhamos os estofados como uma alfaiataria. Os tecidos Printing vestiram os móveis perfeitamente”, explica.

Completando duas décadas de mercado, a mineira Criativa Persianas lança a linha Soft Sheer durante o DMAIS DESIGN. A proposta é harmonizar a luz que entra com no ambiente com o design interior. O tecido antiestático diminui sensivelmente o acúmulo de poeira. Além disso, por ser cortado a ultrassom, não desfia. Ideal para salas e quartos. Possui dois tipos de acionamentos: Standard e Motorizado. Disponível em tecidos translúcidos. Célula de 70mm.

DSC08488 (1)

DMAIS DESIGN

Quando: 19 a 26 de setembro o festival e 21 a 24 de setembro o Ciclo de Palestras

Local: Festival em locais variados e Ciclo de Palestras na Casa Bernardi – Rua Conde de Linhares, 308.

Mais informações em www.dmaisdesign.com.br​

 

 

Dmais Design

Maior evento de design em Minas chega à sua segunda edição

exposição de móveis do designer Paulo Alves na loja Micheliny Martins na primeira edição do DMAIS DESIGN em 2014. Foto divulgação

Entre os dias 19 e 26 de Setembro, Belo Horizonte se torna a capital do design. Os principais criadores, fabricantes, lojistas, arquitetos, decoradores, jornalistas e especialistas de Minas Gerais e do Brasil se encontram na segunda edição do DMAIS DESIGN, evento que promove um circuito de design por toda a cidade.

A temporada é composta por mais de 100 eventos independentes e simultâneos que fazem a conexão da decoração e do design com a arte, arquitetura, moda e outras vertentes. Aproximadamente 70 estabelecimentos promovempalestras, workshops, lançamentos de produtos, exposições, mostras, instalações e festas.

O objetivo é disseminar o design e suas facetas, assim como é feito nas maiores cidades do mundo (Nova York, Milão, Paris e Londres) e conta com organização do produtor Renato Tomasi e promoção cultural do jornal Estado de Minas e portal Lugar Certo.

O festival, explica Renato, é, na verdade, uma plataforma de divulgação e curadoria de eventos, onde cada qual tem o seu produtor independente, possibilitando assim uma variedade de propostas e ações. “BH tem um enorme potencial para a economia criativa, temos que aproveitar esse celeiro para gerar visibilidade e negócios para a cidade.”, destaca.

Jaqueline Frauches, diretora regional da ABD – Associação Brasileira de Designers –, aposta no caráter educativo da iniciativa. “O DMAIS reunirá alguns dos principais nomes do design em Belo Horizonte para discutirem o mercado atual. É uma excelente oportunidade para os profissionais e estudantes da área entrarem em contato com esse ambiente“, sugere.

Marcas de todo o país esperam ansiosamente o início do festival. De acordo com o empresário Rafael Mendes, proprietário da SAVA – especializada na produção e vendas de móveis de alto padrão –, o DMAIS DESIGN insere Belo Horizonte no cenário nacional, atraindo a atenção para a cidade e para tudo o que é feito aqui.

Já Augusto Magalhães, diretor da Portobello Shop, destaca a importância do mercado e do consumidor mineiro para o segmento. “Fizemos questão de instalar nossa primeira loja conceito em BH, apresentando aos profissionais um modelo que pretendemos expandir por todo o Brasil”, afirma.

A empresária Micheliny Martins destaca o estímulo que o evento fornece para a economia. “Essa experiência do design movimenta as lojas e apresenta novos produtos, incentivando o comércio entre arquitetos, decoradores, indústrias e clientes”.

Novidades

Em paralelo às ações que integram o cronograma da temporada, o festival também promoverá alguns eventos. O destaque fica para o Espaço DMAIS DESIGN, instalado na Casa Bernardi, no tradicional bairro Cidade Jardim, que acolherá, entre os dias 21 a 24 de setembro, um ciclo de palestras, uma exposição sobre o design mineiro e a Feira Rosenbaum.

Entre os convidados para o colóquio, estão o premiado designer mineiro Gustavo Greco, além dos cariocas Erick Figueira de Mello, único arquiteto do Rio de Janeiro a participar da Mostra Black 2015 e Arnaldo Danemberg, proprietário do antiquário homônimo vizinho ao icônico Copacabana Palace. De São Paulo, a editora da revista Bamboo Clarissa Scneider, do Sul o conceituado designer Henrique Steyer. Ao todo, serão, aproximadamente, 15 palestras.

Com o objetivo de estimular a valorização da produção local, Tomasi organiza uma exposição de móveis desenvolvidos por designers mineiros. Na mostra, poderão ser conferidas peças executadas pelos principais nomes do mobiliário, com destaque para Juliana Vasconcellos, Carlos Maia, Marcelo Alvarenga, Susana Bastos, Isabela Vecci e Olavo Machado Neto.

Também entre os dias 21 e 24 o Espaço DMAIS DESIGN recebe a feira Rosenbaum, organizada pelo casal Cristiane e Marcelo Rosenbaum. O público terá a experiência de consumir produtos diretamente de quem os faz. “São talentos sem lojas próprias e novos artesãos, todos com processos de produção associados à liberdade de criação. Tudo muito autoral e especial”, conta Cristiane.

Design Tour

As novidades não param por ai, em 2015, o DESIGN TOUR será ampliado. Em uma rota pré-definida, serão disponibilizadas vans para transportar o público por todos os eventos do circuito. “Essa ação aproxima os interessados, criando um ambiente propício para a disseminação das boas idéias”, afirma a Relações Públicas do evento, Júnia Nocchi. Os veículos terão sua saída também do Espaço DMAIS.

Para participar

Todos os eventos do DMAIS DESIGN são interativos e dinâmicos e, em sua maioria, com entrada gratuita.  A programação oficial será divulgada no início de agosto e poderá ser consultada no site www.dmaisdesign.com.br, no Instagram @dmais_design, nos guias oficiais distribuídos em lojas e faculdades parceiras, no suplemento especial publicado pelo Estado de Minas dia 13.09 e no app do festival, disponível para download em smartphones e tablets.Para mais informações, inscrições e apresentações, entre em contato através do e-mail: contato@dmaisdesign.com.br

Serviço:

DMAIS DESIGN

Quando: 19 a 26 de setembro o festival e 21 a 24 de setembro o Ciclo de Palestras

Local: Festival em locais variados e Ciclo de Palestras na Casa Bernardi – Rua Conde de Linhares,308.

Mais informações em www.dmaisdesign.com.br

Hora de brindar

Bar em casa oferece conforto e praticidade

 

Happyhour

Para quem gosta de receber amigos ou familiares em casa, ter um bar pode ser uma boa solução. Entre um drink e outro é possível colocar o papo em dia, com segurança e conforto. Para criar um espaço desses no seu lar não é preciso dispor de uma grande área, e sim de criatividade.

O arquiteto Junior Piacesi explica que uma pequena adaptação pode fazer toda a diferença. “Um aparador estrategicamente colocado pode cumprir o papel de bar, desde que consiga acomodar todos os itens necessários”, afirma. Deixe sempre à mão copos, taças, misturadores, coqueteleiras, saca-rolhas e abridores de garrafa.

Sobre o local onde instalá-lo, Piacesi lembra que o bar deve ficar em uma área de convivência, para que o anfitrião não tenha que se deslocar para preparar as bebidas. Nessa hora é bom lembrar daquele vão embaixo da escada ou um canto até então pouco aproveitado. Outra dica é evitar de colocar as bebidas perto da janela. O calor e claridade podem fazer com que elas percam a qualidade e evaporem.

Pouco espaço não é problema

Mesmo em ambientes compactos, não há desculpa para deixar de receber visitas em seu próprio bar. Voltada para o mercado de móveis planejados e funcionais, a Foppapedretti aposta em itens que podem ser dobrados e guardados ou que ocupem pouco espaço. O carrinho Service depois de dobrado ainda pode guardar garrafas de bebida, já o Sprint pode ser guardado no armário.

A empresa também produz kits para fazer drinks, bandejas para petiscos, porta torradas e adegas, sempre levando em consideração a otimização do espaço.

Prima Linea inaugura flagship exclusiva para arquitetos e decoradores

Studio será inaugurado dia 1º de julho no Ponteio Lar Shopping

IMG_2878

Como parte das comemorações pelos seus 32 anos, a Prima Linea investe em um projeto inusitado no mercado de móveis e arquitetura. Trata-se de sua nova loja conceito, a Prima Linea Studio, que será inaugurada dia 1º de julho (quarta-feira), no 2º piso do Ponteio Lar Shopping. Na ocasião, a grife apresenta a Prima Linea Design, dedicada a móveis da sala de jantar, que será reaberta após um período de reformas para otimizar o espaço e ganhar um design mais moderno.

Assinado por Flávia Gomes e Ana Zaramella, o Studio de 450 m² possui um projeto arquitetônico glamuroso. O local foi dividido em dois pavimentos, para segmentar seus públicos-alvo e oferecer um atendimento customizado. O primeiro abrigará o showroom da marca, com uma linha exclusiva de móveis arrojados, produzidos especialmente pelos designers Fernando Sá Motta, Angélica Araújo e Olavo Machado Neto para a Prima Linea.​

O segundo andar contará com mesas de reuniões e uma tela de 100 polegadas, para receber os arquitetos e decoradores. “Aqui, o profissional poderá imprimir seus projetos, fazer workshops, atender seus clientes ou até mesmo se dedicar à criação”, explica o diretor da Prima Linea, Breno Noronha.

No Studio, a marca também irá promover palestras com profissionais renomados nacional e internacionalmente. Em agosto, o espaço recebe o conceituado arquiteto português Pedro Barata. “Queremos acolher todos os nossos públicos. Acreditamos que, quando segmentamos nossos produtos em lojas, conseguimos atender melhor às expectativas do cliente, pois nos tornamos mais especialistas naquilo que estamos nos propondo a fazer”, conta Noronha.

A marca

Inaugurada em 1983 pelo casal Iliana Pirfo e Eduardo Noronha, a Prima Linea está presente em 12 lojas de alta decoração, sendo sete em Minas Gerais e cinco em Brasília. A marca oferece uma variedade de móveis criados a partir das últimas tendências do design mundial. Os objetos são executados com extremo cuidado por artesãos da madeira e do estofado, em fábrica própria, em Ribeirão das Neves. São utilizados equipamentos italianos de ponta e materiais selecionados com o máximo critério.

Os produtos estão divididos em três linhas: Prima Linea Design, destinada aos móveis de sala de estar, jantar, tapetes e acessórios; a Prima Linea Dormicentro, com lojas exclusivas de produtos para o quarto, como camas, criados, cômodas, cabeceiras, estantes, travesseiros e colchões dos mais importantes fabricantes mundiais; e os Sofás Natuzzi, que traz a qualidade e o trabalho artesanal da marca referência em couro. O grupo Natuzzi é, atualmente, o maior produtor de sofás e o único player global presente em 123 países e cinco continentes.

Projetos de arquitetura ganham espaço em ambientes corporativos

Empresas investem em design para melhorar os resultados financeiros e operacionais

4

Cada vez mais, empresas  estão investindo em projetos de arquitetura para melhores resultados financeiros e operacionais. Isso porque, o papel de um arquiteto em um ambiente corporativo vai muito além de decorações e layouts. Além de ajudar a fortalecer a identidade de uma marca e causar uma boa impressão nos clientes, a decoração é importante para otimizar espaços, criar uma maior sinergia entre os funcionários e interligar os setores, deixando a rotina da empresa mais fácil e prática.

Segundo o arquiteto Junior Piacesi, responsável pelos projetos de empresas como American, Ventanas da Serra e Massari, o principal desafio é a criação de ambientes funcionais, capazes de agilizar os processos de produção e ajudar no fluxo de informação. “Isso tudo, sem esquecer de adaptar as normas da ABNT ao local”, conta.

De olho nas tendências dos maiores salões de móveis do mundo, como a Feira de Móveis de Milão, Junior destaca algumas ações importantes para a arquitetura corporativa. Em seus projetos, o arquiteto gosta de apostar em móveis inteligentes, para melhor aproveitamento do espaço. “Mesas que viram prateleiras quando suspensas e mesas que viram balcões, por exemplo, são ótimas escolhas para esse tipo de local”, diz.

Trocar as tradicionais paredes pelas divisórias também é importante para a saúde da empresa. “É necessário ajudar na socialização, assim, as informações chegam mais rápido. O ideal é que as divisórias sejam baixas e feitas com materiais acústicos. Sem contar que esses móveis são mais fáceis de montar, são mais baratos do que construir salas, e ficam mais arrojados”, garante Piacesi.

Detalhes como a iluminação fazem toda a diferença em ambientes corporativos. Uma alternativa, segundo o arquiteto, são as mesas com luzes individuais. “A iluminação é a maior responsável pelo conforto. Se muito clara, cansa a vista. Se muito escura, também. O ideal é aproveitar a luminosidade natural. Mas, caso o ambiente não tenha amplas janelas, pode-se colocar luzes em cada mesa. Elas garantem, ainda, mais economia na conta”.

A arquitetura empresarial está tão em alta, potencializada pelo surgimento de novas marcas de móveis especializados, que este ano, a Feira de Milão apresentou, pela primeira vez, o Salão do Ufficio, voltado para ambientes corporativos. “É um mercado que está em expansão, pois as pessoas, hoje em dia, ficam mais tempo no trabalho do que em casa.”, conclui.

A arquitetura corporativa deve expressar o DNA da empresa e o que ela pretende alcançar. Feita com sucesso, contribui para uma estrutura de trabalho mais ágil e organizada. “Uma boa arquitetura empresarial pensa até na economia de papel que a empresa terá”, garante Piacesi.

 

Móveis funcionais são apostas para ambientes menores

Em meio à tendência de apartamentos compactos, Foppapedretti trás utensílios domésticos inteligentes para facilitar a rotina das famílias

Service

Mais de 169 milhões de brasileiros vivem atualmente em áreas urbanas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Esse valor representa uma média de 84% da população do País. Com tal crescimento das grandes cidades, não é de se espantar que, nos últimos 12 meses, o m² tenha aumentado 12,3%, em 16 capitais, de acordo com índice da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Com a escassez de espaços, os valores dos terrenos aumentaram consideravelmente. Contudo, as construtoras precisavam, ainda, adaptar o preço de seus imóveis para o bolso de seus clientes. E foi nesse contexto que o mercado imobiliário foi induzido a adaptar sua realidade e passou a oferecer um novo formato de moradia: os apartamentos compactos. Assim, a população não precisa se afastar dos centros das cidades, melhorando, ainda, a política de transporte público e urbanismo.

Mas abrir mão de espaço não significa prejudicar o conforto. É comum encontrar apartamento de dois quartos com até 50m². Segundo o arquiteto Júnior Piacesi, nesse caso, o ideal é ter o mínimo necessário em uma casa. Em seguida, transformar o mínimo em funcional.

Algumas dicas de decoração podem dar uma sensação de amplitude e aproveitar os espaços do apartamento sem perder a beleza, a praticidade e o conforto. “O ideal é aproveitar os planos não tradicionais. Um armário abaixo da pia é sempre válido, mas pode-se, também, investir em armários aéreos, em 3D”, diz o arquiteto. A distribuição de cores também é importante. Quanto mais claras, maior a sensação de amplitude. Espelhos na parede também podem proporcionar o mesmo efeito. “Ao comprar um móvel para um ambiente menor, a primeira coisa que precisa ser avaliado é a sua função. O objeto precisa ser multifuncional. Uma cadeira, por exemplo, pode ser dobrada, pendurada na parede e virar um belo quadro”, ensina.

Uma das opções é investir em móveis inteligentes, como os da grife italiana Foppapedretti. Recém-chegada a América Latina, a loja, localizada em Belo Horizonte (MG), reúne uma série de idéias práticas como mesas extensíveis, bancos que viram mesas, cadeiras dobráveis, sapateiras, varais ou cômodas. “As novas residências brasileiras têm seguido um padrão de tamanho pequeno, que na Europa já é bastante usado. Os móveis funcionais têm se tornado aliados fundamentais na decoração, já que, além de serem objetos de design, facilitam o dia a dia das pessoas por, em sua maioria, oferecerem soluções perspicazes”, explicou o proprietário da grife, Luciano Bellini.

Foppapedretti

Com 70 anos de mercado, chega ao Brasil, pelas mãos do empresário Luciano Bellini, a grife italiana Foppapedretti. A loja, localizada na Av. Raja Gabaglia, em Belo Horizonte, é a primeira da América Latina a receber os produtos da marca.

Conhecida pelo design arrojado e pela durabilidade de seus móveis funcionais, a Foppapedretti é um dos nomes mais relevantes da Europa. Prova de tal credibilidade com seu público-alvo, foi a sua colocação no ranking de excelência italiano. A grife apareceu em terceiro lugar em estudo encomendado pela BBC, ficando atrás, apenas, da Ferrari e Parmigiano Reggiano.

 

Linha baby Foppapedretti

Lettino Sonny

 

Criada há 70 anos, a Foppapedretti – grife italiana que acaba de chegar ao Brasil – investe, desde os anos 1950, em móveis dedicados à primeira infância. São berços, cadeiras, roupas de cama, cômodas, armários e brinquedos, feitos para projetar os pequenos em um mundo de sensibilidade e fantasia, sem esquecer a segurança.

Os móveis são produzidos em madeira maciça, tratada com tintas não tóxicas, à base de água, com tamanho e acabamento adequados para os bebês, como as bordas chanfradas e rodinhas com sistema de bloqueio. “A criança é o nosso cliente mais importante”, diz o slogan da grife.

CONCEITUADA GRIFE DE MÓVEIS ITALIANA CHEGA AO BRASIL

Eleita como uma das marcas mais influentes do seu país, Foppapedretti lança primeira loja da América Latina, em Belo Horizonte

morfeo

Com 70 anos de mercado, chega ao Brasil, pelas mãos do empresário Luciano Bellini, a grife italiana Foppapedretti. A loja, localizada na Av. Raja Gabaglia, é a primeira da América Latina a receber os produtos da marca.

Conhecida pelo design arrojado e pela durabilidade de seus móveis funcionais, a Foppapedretti é um dos nomes mais relevantes da Europa. Prova de tal credibilidade com seu público-alvo, foi a sua colocação no ranking de excelência italiano. A grife apareceu em terceiro lugar em estudo encomendado pela BBC, ficando à frente de nomes como: Valentino, Versace e Giorgio Armani.

O investimento inicial para trazer a marca ao País foi de R$ 1,5 milhão. Contudo, o proprietário já tem planos de expandir a grife. “Possuo contrato de exclusividade para importação, distribuição e representação dos produtos e da marca também no Chile, México, Argentina, Panamá e Costa Rica. Minha meta é levar, em longo prazo, o nome da Foppapedretti para as demais capitais da América Latina, começando, claro, pelo Brasil”, diz Bellini.

Além do cuidado com a qualidade dos seus produtos, a grife se preocupa com a origem de suas matérias-primas. Por isso, só utiliza madeiras oriundas de áreas geográficas certificadas ou de reflorestamento. Todos os materiais são controlados pelas normas dos órgãos internacionais de meio-ambiente.

Produtos

“Atender as necessidades do mercado com soluções inovadoras é a nossa meta. Nossos produtos têm o intuito de tornar a vida em família mais agradável e prática”, pontua Luciano Bellini, proprietário da filial brasileira.

Linha casa: móveis funcionais, inteligentes, adaptáveis ao ambiente, subdivididos em: acessórios para cozinhas, cabides, carrinhos, entrada, escadas, presentes, mesas e cadeiras, para guardar roupas, para passar roupas, sapateiras e varais.

Linha criança: a proposta de durabilidade se mantém. Os móveis para crianças são objetos de decoração, com design diferenciado, que atendem meninas e meninos com cores e detalhes específicos. A marca oferece no Brasil armários, cômodas, berço, carrinho, cadeira e roupa de cama.

Linha Utilissimi: kits com peças para cozinha, como vinho, sobremesa, frutas, queijos, massas, carnes e peixes.

História

A Foppapedretti surgiu a partir da paixão do fundador, Ezio, pela madeira. Em 1946, o jovem empreendedor dedicava grande parte do tempo produzindo brinquedos na carpintaria de seu tio, em uma casa da província de Bergamo, interior da Itália. No final dos anos 1950, a marca sentiu a necessidade de expandir os negócios para novos mercados e começou a investir na produção de cadeiras, camas, mesas e móveis para quarto e jardins. Desde então, a Foppapedretti ocupa lugar de destaque no segmento de arquitetura e design.

Raja Gabáglia, 4.943 – Loja 02

Facebook: Foppapedretti Brazil

Instagram: @FoppapedrettiBrazil

SERVIÇO:

FOPPAPEDRETTI

Bairro Santa Lucia

Belo Horizonte / MG

Visite as páginas oficiais da Benedita Comunicação:

www.beneditacomunicacao.com

instagram.com/beneditacomunicacao

www.facebook.com/beneditacomunicacao