Hora de brindar

Bar em casa oferece conforto e praticidade

 

Happyhour

Para quem gosta de receber amigos ou familiares em casa, ter um bar pode ser uma boa solução. Entre um drink e outro é possível colocar o papo em dia, com segurança e conforto. Para criar um espaço desses no seu lar não é preciso dispor de uma grande área, e sim de criatividade.

O arquiteto Junior Piacesi explica que uma pequena adaptação pode fazer toda a diferença. “Um aparador estrategicamente colocado pode cumprir o papel de bar, desde que consiga acomodar todos os itens necessários”, afirma. Deixe sempre à mão copos, taças, misturadores, coqueteleiras, saca-rolhas e abridores de garrafa.

Sobre o local onde instalá-lo, Piacesi lembra que o bar deve ficar em uma área de convivência, para que o anfitrião não tenha que se deslocar para preparar as bebidas. Nessa hora é bom lembrar daquele vão embaixo da escada ou um canto até então pouco aproveitado. Outra dica é evitar de colocar as bebidas perto da janela. O calor e claridade podem fazer com que elas percam a qualidade e evaporem.

Pouco espaço não é problema

Mesmo em ambientes compactos, não há desculpa para deixar de receber visitas em seu próprio bar. Voltada para o mercado de móveis planejados e funcionais, a Foppapedretti aposta em itens que podem ser dobrados e guardados ou que ocupem pouco espaço. O carrinho Service depois de dobrado ainda pode guardar garrafas de bebida, já o Sprint pode ser guardado no armário.

A empresa também produz kits para fazer drinks, bandejas para petiscos, porta torradas e adegas, sempre levando em consideração a otimização do espaço.

Móveis funcionais são apostas para ambientes menores

Em meio à tendência de apartamentos compactos, Foppapedretti trás utensílios domésticos inteligentes para facilitar a rotina das famílias

Service

Mais de 169 milhões de brasileiros vivem atualmente em áreas urbanas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Esse valor representa uma média de 84% da população do País. Com tal crescimento das grandes cidades, não é de se espantar que, nos últimos 12 meses, o m² tenha aumentado 12,3%, em 16 capitais, de acordo com índice da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Com a escassez de espaços, os valores dos terrenos aumentaram consideravelmente. Contudo, as construtoras precisavam, ainda, adaptar o preço de seus imóveis para o bolso de seus clientes. E foi nesse contexto que o mercado imobiliário foi induzido a adaptar sua realidade e passou a oferecer um novo formato de moradia: os apartamentos compactos. Assim, a população não precisa se afastar dos centros das cidades, melhorando, ainda, a política de transporte público e urbanismo.

Mas abrir mão de espaço não significa prejudicar o conforto. É comum encontrar apartamento de dois quartos com até 50m². Segundo o arquiteto Júnior Piacesi, nesse caso, o ideal é ter o mínimo necessário em uma casa. Em seguida, transformar o mínimo em funcional.

Algumas dicas de decoração podem dar uma sensação de amplitude e aproveitar os espaços do apartamento sem perder a beleza, a praticidade e o conforto. “O ideal é aproveitar os planos não tradicionais. Um armário abaixo da pia é sempre válido, mas pode-se, também, investir em armários aéreos, em 3D”, diz o arquiteto. A distribuição de cores também é importante. Quanto mais claras, maior a sensação de amplitude. Espelhos na parede também podem proporcionar o mesmo efeito. “Ao comprar um móvel para um ambiente menor, a primeira coisa que precisa ser avaliado é a sua função. O objeto precisa ser multifuncional. Uma cadeira, por exemplo, pode ser dobrada, pendurada na parede e virar um belo quadro”, ensina.

Uma das opções é investir em móveis inteligentes, como os da grife italiana Foppapedretti. Recém-chegada a América Latina, a loja, localizada em Belo Horizonte (MG), reúne uma série de idéias práticas como mesas extensíveis, bancos que viram mesas, cadeiras dobráveis, sapateiras, varais ou cômodas. “As novas residências brasileiras têm seguido um padrão de tamanho pequeno, que na Europa já é bastante usado. Os móveis funcionais têm se tornado aliados fundamentais na decoração, já que, além de serem objetos de design, facilitam o dia a dia das pessoas por, em sua maioria, oferecerem soluções perspicazes”, explicou o proprietário da grife, Luciano Bellini.

Foppapedretti

Com 70 anos de mercado, chega ao Brasil, pelas mãos do empresário Luciano Bellini, a grife italiana Foppapedretti. A loja, localizada na Av. Raja Gabaglia, em Belo Horizonte, é a primeira da América Latina a receber os produtos da marca.

Conhecida pelo design arrojado e pela durabilidade de seus móveis funcionais, a Foppapedretti é um dos nomes mais relevantes da Europa. Prova de tal credibilidade com seu público-alvo, foi a sua colocação no ranking de excelência italiano. A grife apareceu em terceiro lugar em estudo encomendado pela BBC, ficando atrás, apenas, da Ferrari e Parmigiano Reggiano.

 

Linha baby Foppapedretti

Lettino Sonny

 

Criada há 70 anos, a Foppapedretti – grife italiana que acaba de chegar ao Brasil – investe, desde os anos 1950, em móveis dedicados à primeira infância. São berços, cadeiras, roupas de cama, cômodas, armários e brinquedos, feitos para projetar os pequenos em um mundo de sensibilidade e fantasia, sem esquecer a segurança.

Os móveis são produzidos em madeira maciça, tratada com tintas não tóxicas, à base de água, com tamanho e acabamento adequados para os bebês, como as bordas chanfradas e rodinhas com sistema de bloqueio. “A criança é o nosso cliente mais importante”, diz o slogan da grife.